Comunicado da Direção
Domingo, 31 Maio 2020 20:18
Caríssimos juízes,
 
Em prol do espírito de comunicação que queremos que defina a Direção desta ANJB, torna-se pertinente divulgarmos algumas das nossas ações mais recentes, pois mesmo em período de paragem das competições, a Arbitragem não pode parar.
No seguimento da reunião promovida pelo CA da FPB junto dos juízes nacionais do nosso pais no dia 2 de maio, e das decisões e medidas divulgadas nesse momento, vários foram os juízes que se dirigiram à ANJB, manifestando a sua discórdia, devidamente fundamentada, em adição aos que o fizeram imediatamente na reunião.
Torna-se desde já relevante clarificar explicitamente que a Direção da ANJB tomou conhecimento de todos os conteúdos expostos na reunião sincronamente com os restantes juízes, não tendo tido qualquer opinião, posição ou decisão na efetivação prévia das mesmas, ou mesmo posterior à sua divulgação.
Ao que recolhemos, é posição manifesta de uma quantidade apreciável de juízes que o CA deveria proceder à divulgação do mapa de classificações dos juízes, visto que esta ação permitiria:
Objetivar o resultado do seu trabalho contínuo ao longo da (curta) época;
Enquadrar a sua prestação em vídeo na tradução quantitativa da mesma;
Ter uma ferramenta de autoavaliação objetiva, que permita adequar as expectativas do juiz ao “rumo” que se desenrolava;
Enquadrar a sua prestação no seu grupo de trabalho, guiando as estratégias de melhoria a adotar.
Adicionalmente, entendemos que estes argumentos são válidos mesmo com a consciência clara da existência de grande disparidade no número de observações, que se traduz num viés de interpretação significativo, bem como na ausência de promoções/despromoções, decisões essas que cabem unicamente ao CA da FPB, e às quais esta Direção não faz qualquer contestação nem emite uma opinião divergente.
Assim, a Direção da ANJB, na qualidade de representante dos juízes, emitiu uma comunicação ao CA da FPB manifestando esta consideração, concluindo a exposição com uma ideia várias vezes manifestada nas comunicações dos juízes à ANJB, que é a seguinte: os clubes objetivam os resultados do seu trabalho e investimento através das suas vitórias e derrotas ao longo de cada jornada e, aquando da paragem, todos os clubes sabiam em que ponto se encontravam, ou seja, quais os resultados atingidos e os que ficaram aquém; paralelamente, os juízes objetivam os resultados do seu trabalho e investimento através das suas avaliações, disponibilizadas aquando do término das competições, já verificado, sendo que estas só conseguem ser uma ferramenta de melhoria, guiando as estratégias de trabalho, expectativas e aspirações dos juízes, quando integradas numa perspetiva global.
À nossa comunicação, o CA da FPB respondeu com uma carta onde cordialmente reiterou e reforçou os argumentos que apresentou para justificar as suas decisões durante a reunião com os juízes, com destaque para a intenção de valorizar as observações qualitativas às quantitativas, os comentários dos observadores a uma classificação no quadro do juiz, e o incumprimento do número previsto de observações em todos os quadros como fator preponderante para a impossibilidade de conferir legitimidade à divulgação do mapa de classificações.
Concluindo, a ANJB assumiu o seu papel de representante dos juízes, manifestando e apoiando os interesses dos juízes perante o CA da FPB quando estes são formalmente apresentados à nossa Associação, tendo tido como resposta a corroboração da decisão inicial, pelos argumentos sumariamente apresentados.
Aproveitamos ainda para informar todos os juízes que a ANJB se encontra neste momento à espera de uma resposta da FPB relativa à possibilidade de aplicação do estorno do seguro desportivo contratado pelos juízes da época 2019/20 devido ao término precoce das competições, a ter reflexo na próxima época. Esta nossa intervenção surge no seguimento do Comunicado nº 152 da Direção da FPB, época 2019/20, 13 de maio, endereçado aos Clubes, no qual a FPB informa que deu início ao processo formal de negociação, visando o estorno do prémio pago em excesso, uma vez que o seguro seria válido até 31 de agosto de 2020, referindo apenas como alvo desta intervenção os atletas.
 
Com os melhores cumprimentos, e sempre à vossa disposição,
A Direção da ANJB
 

Your are currently browsing this site with Internet Explorer 6 (IE6).

Your current web browser must be updated to version 7 of Internet Explorer (IE7) to take advantage of all of template's capabilities.

Why should I upgrade to Internet Explorer 7? Microsoft has redesigned Internet Explorer from the ground up, with better security, new capabilities, and a whole new interface. Many changes resulted from the feedback of millions of users who tested prerelease versions of the new browser. The most compelling reason to upgrade is the improved security. The Internet of today is not the Internet of five years ago. There are dangers that simply didn't exist back in 2001, when Internet Explorer 6 was released to the world. Internet Explorer 7 makes surfing the web fundamentally safer by offering greater protection against viruses, spyware, and other online risks.

Get free downloads for Internet Explorer 7, including recommended updates as they become available. To download Internet Explorer 7 in the language of your choice, please visit the Internet Explorer 7 worldwide page.